Portes: Compras até 19,99€ - 3,90€ | De 20€ a 34,99€ - 1,89€ | Grátis desde 35€

Que o Pilates te “inspire e expire”!

“Decidi desenvolver competências na área do Pilates Clínico porque este é um poderoso método de reabilitação cada vez mais procurado pelos pacientes. É, sem dúvida, uma ferramenta fundamental na minha prática clínica no que diz respeito à reeducação do movimento. A grande variedade de exercícios e a possibilidade de adaptações permite-me a abordagem em diferentes contextos, o que facilita o trabalho em situações de pós-operatório, recuperação de lesões ou até mesmo na reabilitação de pessoas que sofreram um AVC. Mas, acima de tudo, considero que o Pilates melhora a qualidade de vida das pessoas.”

O Pilates está na moda e não é por acaso! Este método tão falado e que arrasta multidões para os ginásios traz, de facto, muitos benefícios. Mas afinal em que se baseia? A técnica criada por Joseph Pilates consiste na realização de exercício físico, com ou sem equipamentos, que promove a conexão entre o corpo e a mente. Com centenas de exercícios que podem ser praticados em diferentes intensidades, desde o nível básico até ao avançado, o Pilates é acessível a crianças, idosos, grávidas ou até mesmo atletas. Para realizar este método é fundamental a concentração, o controlo da respiração e a ativação dos músculos do core/centro.

Concentração: é essencial para haver um bom alinhamento corporal, uma respiração adequada e conseguir o movimento correto.

Respiração: inspirando pelo nariz e expirando pela boca, no Pilates, a respiração é costal inferior. Isto significa que na inspiração as costelas sobem e afastam e na expiração as costelas descem e juntam. Este exercício poderá ser treinado com as mãos nas costelas para se sentir o movimento pretendido. A expiração deve ser realizada no movimento que provoca mais instabilidade.

Centro ativo: durante a realização dos exercícios, os músculos da região abdominal, lombar e pélvica devem estar ativados. Uma boa forma de alcançar a contração é através da imagem visual do cinto nas calças: a contração que se pretende é a contração abdominal semelhante àquela que fazemos quando queremos apertar mais um buraquinho do cinto.

É com base nestes elementos chave que se alcançam os movimentos harmoniosos, com controlo, precisão e fluidez.

E que benefícios traz, o Pilates, para as pessoas que o praticam regularmente?

Fortalecimento dos músculos profundos e superficiais

Aumento da flexibilidade, equilíbrio e coordenação

Melhoria da postura

Alívio de dores

Aumento da concentração

Melhoria da capacidade respiratória

Relaxamento e bem-estar 

Ficam aqui alguns exercícios que podes experimentar em casa:

Animated GIF - Find & Share on GIPHY
Animated GIF - Find & Share on GIPHY
Animated GIF - Find & Share on GIPHY
Animated GIF - Find & Share on GIPHY
Pilates GIF - Find & Share on GIPHY

Convencido que vale a pena experimentar? E porque não realizar Pilates no conforto de casa? Assim, não existem as habituais desculpas de falta de tempo! Basta um local mais amplo, roupa prática e música calma. Experimenta e deixa que o Pilates te “inspire e expire”! 

Mafalda Lemos

Fisioterapeuta e Instrutora de Pilates Clínico

Leciona aulas de Pilates Clínico em grupo e em contexto individual

Leave a Comment