Portes: Compras até 19,99€ - 3,90€ | De 20€ a 34,99€ - 1,89€ | Grátis desde 35€

Dicas para sobreviver ao teletrabalho

O teletrabalho faz agora parte da rotina diária dos portugueses. O que outrora fora algo raro no mercado de trabalho nacional, é hoje a regra. No entanto, é a regra no meio de tempos particulares e está inserido em circunstâncias peculiares. Na maioria dos casos esta é uma situação “forçada” e em muitos cenários com a família inteira em casa.

Mas como fazer isto sem podermos sair de casa, logo sem poder aliviar a sensação de clausura e sobretudo sem perder a motivação e a produtividade?

Na GREENSENSE estamos também e dentro do possível em teletrabalho e queremos deixar-te algumas sugestões para que mantenhas o ânimo e a “normalidade”.

O sucesso depende de vários fatores: se tens ou não filhos, as suas idades e se estás sozinho(a) em casa com eles.

As nossas dicas são mais bem sucedidas se não tens filhos ou se estes já são mais crescidos, porque como sabemos quando são pequenos e estamos sozinhos(as) com eles a regra é sobreviver e fazer o melhor que nos é possível.

Sugestões:

1- coloca o despertador para a hora habitual:

– apesar de ires poupar o tempo da deslocação lembra-te que na maioria das vezes te queixas de falta de tempo para fazeres um bom pequeno-almoço, para o tomares sentado(a) ou para o tomares de todo;

– o tempo que te sobra serve para que faças as coisas num outro ritmo e isso nem sempre é mau, podes aproveitá-lo para por exemplo fazeres alguns exercícios físicos e preparar o teu corpo para as horas que tens pela frente sentado(a).

2 – Tira o pijama:

– recomendamos que tomes um bom banho para acordar e quebrar aquela sensação de “moleza”;

– veste-te (não precisa de ser o que normalmente usarias num dia de trabalho fora de casa) e tenta afastar o pijama do resto do teu dia. Acreditamos que esta é uma forma de combater a ideia de encerramento em casa;

– podes até usar um pouco de maquilhagem em alguns dias ou arranjar o cabelo, sobretudo se isso te fizer bem ao ego ou se há possibilidade de teres uma videochamada.

3 – Escolhe uma divisão em que possas estar sozinho(a) e abre as cortinas:

– deixar a luz do dia entrar, mesmo que o dia esteja feio e chuvoso, para que possas acompanhar o ritmo natural do dia e evitas aquela sensação em que já nem sabes se é manhã ou tarde e que horas são;

4 – Faz pausas:

– fazer pausas é importante para que possas manter a cabeça arejada e o raciocínio fresco;

– e não, as pausas não são para ir fazer o almoço ou pôr a máquina a lavar, mas podes aproveitar para dar um abraço ou um colinho ao(s) filhote(s) – normalmente sentimos que não temos tempo suficiente para os nossos filhos e quantas vezes gostaríamos de os ver ou abraçar durante o dia, agora podes fazê-lo – Aproveita!
Nota: não faças demasiadas pausas porque corres o risco de não seres de todo produtivo(a).

5 – Faz uma hora de almoço:

– a hora de almoço permite que dividas o dia e que sintas que metade já passou!

– não saltes a hora da refeição só para despachares o dia. Não parar pode prejudicar a produtividade por isso deves avaliar bem se fazer uma maratona é realmente o melhor, já que às vezes afastar a mente do problema ajuda a encontrar a solução.

6 – Faz exercício:

– se ias ao ginásio na tua hora de almoço, faz o mesmo (só que dentro da tua casa) – faz exercício, alonga o corpo, dança ou salta, o importante mesmo é que te mexas.

7 – Não faças aquelas coisas que são possíveis porque estamos em casa e que normalmente não seriam possíveis no teu local de trabalho (como por exemplo passar o tempo a ir petiscar à cozinha ou aproveitar uma pausa para ir tomar banho).

Como te dissemos, estas são apenas sugestões e estão claramente dependentes de outros fatores.


Como tal, post terminado e agora vou com o meu filho dançar a sua música favorita.

Mantenham-se seguros(as) e determinados(as), afinal estamos juntos nisto.

#ficaemcasa

Leave a Comment